transformar o sentimento de não-lugar (nowhere), gerado pela experiência da imigração, em um uso positivo das potencialidades do aqui e do agora (now here)